Clínica ProPlastica

12 dúvidas sobre a plástica do abdômen esclarecidas

12 dúvidas sobre a plástica do abdômen esclarecidas

A plástica no abdômen é uma cirurgia muito comum e é utilizada no processo de retirada de pele e gordura da barriga. O cirurgião plástico é a pessoa indicada para realizar este tipo de cirurgia, pois ele tem a qualificação e preparação para que o procedimento aconteça com a maior  segurança possível para o paciente.

Seguem neste texto 12 dúvidas mais frequentes entre os pacientes interessados em realizar a abdominoplastia. No consultório médico é possível aprofundar e detalhar mais sobre todo o procedimento e é o lugar onde o cirurgião e os pacientes irão estreitar os laços de confiança, visando o sucesso da cirurgia. Portanto, agende um horário conosco e será um prazer receber você em nosso consultório.

1 – Para quem é indicada a abdominoplastia?

A cirurgia realizada no abdômen promove uma correção da região e a sua principal indicação é para quem, após a prática de exercícios físicos regulares e alimentação com acompanhamento nutricional, não está com sobrepeso e mesmo assim não consegue eliminar a flacidez da pele abdominal. Geralmente, a flacidez no abdômen é gerada por obesidade seguida de emagrecimento e gestações sequenciais.

Para realizar a cirurgia, vale ressaltar que, você deve estar em boa saúde e não ter nenhuma doença ativa ou condições médicas pré-existentes graves. Pois, além de buscar um resultado estético de acordo com sua expectativa, a saúde deve vir em primeiro lugar.

2 – Geralmente, com qual idade é possível realizar a abdominoplastia?

Não há uma idade “ideal” para realizar a plástica na barriga, mas geralmente é feita nas mulheres somente após o último parto, quando a mulher está certa de que não pretende ter mais filhos. E quando a pessoa perdeu peso suficiente para realização do procedimento.

3- Quantos quilos a abdominoplastia me fará perder?

A abdominoplastia não é uma cirurgia para perder peso. Ela é uma cirurgia plástica para modelar a barriga. Por ser uma operação que retira uma quantidade de pele e de gordura, é evidente que se perca peso. Mas a finalidade não é essa, e sim diminuir as proporções do abdômen, de modo que ele fique esteticamente equilibrado em relação ao resto do corpo.

4- Quais são as técnicas da abdominoplastia?

As técnicas mais comuns são:

 

Mini abdominoplastia: os efeitos do acúmulo de gordura no abdômen variam em escala e podem ser menores, com uma sobra de pele pequena, apenas na parte baixa do abdome em certos casos. A cirurgia de menor volume de flacidez, apenas abaixo do umbigo é chamada de mini abdominoplastia e tem uma incisão menor.

 

Abdominoplastia clássica: a abdominoplastia clássica é para os casos em que a flacidez abdominal é maior, chegando acima da região do umbigo. Aqui, a incisão é maior, existe a retirada do umbigo e seu reposicionamento, além do reajuste da cinta abdominal (músculo reto-abdominal), que normalmente nesses casos está alargada.

 

Abdominoplastia estendida: quando em casos em que a sobra de pele e gordura se apresenta em toda circunferência média corporal, da barriga às costas, uma cirurgia chamada torsoplastia pode ser associada à abdominoplastia, refazendo todo o contorno corporal.

 

Abdominoplastia em ancora: indicada nos casos em que houve emagrecimento intenso e com isso gerou flacidez de pele também nas laterais. Nessa modalidade a cicatriz resultante é em formato de âncora, ou seja, vertical passando pelo umbigo e horizontal longa acima do pubis.

 

5 – A cicatriz da cirurgia é grande?

 

A incisão é feita logo acima da implantação dos pelos pubianos. Geralmente, o resultado da cirurgia é uma cicatriz fina e horizontal que se prolonga lateralmente dependendo do volume do abdômen que se corrigiu. O local é escolhido previamente de modo que a cicatriz possa ser escondida sob roupas de banho.

 

6 – Como ficará meu umbigo?

 

O cirurgião retira a pele envolta do umbigo do paciente e o posiciona simetricamente no lugar de origem para o equilíbrio estético do corpo. O corte do umbigo resultará numa cicatriz circular voltada para seu interior, ficando assim o menos visível possível.

7 – O processo pós-cirúrgico é dolorido?

A sensibilidade a dor é algo bem particular de cada paciente. O desconforto pode variar entre mais moderado até mais intenso. Mas, a dor pode ser controlada com medicação indicada pelo seu cirurgião plástico. Após a primeira semana a dor diminui consideravelmente.

8- Quanto tempo dura a cirurgia e qual é o tipo de anestesia utilizada?

Geralmente, o tempo de cirurgia é de 4 a 6 horas. Sobre a anestesia, pode ser utilizada tanto a anestesia geral quanto a peridural com sedação  ou similar. Na nossa rotina preferimos peridural com sedação.

9 – É necessário usar dreno?

Pode ser necessário sim. O tempo de utilização do dreno depende da quantidade de secreção a ser eliminada. Geralmente, esse período é de 24h.

10- Quando posso retornar ao trabalho?

A abdominoplastia leva um tempo determinado para cicatrizar completamente. Enquanto os drenos estiverem em uso, você deve descansar na cama ou em um sofá, mas levantar-se para caminhar com frequência.

Após a cirurgia plástica é colocado um curativo em torno do abdome mais a cinta compressiva. Quando o paciente for liberado para ir para casa, esse curativo é substituído por um que o paciebte pode molhar no banho e mantém cinta, que deverá ser utilizada pelo menos pelos próximos dois meses. No primeiro mês a cinta será retirada apenas na hora do banho.. Além de tudo isso, o paciente se sente mais seguro e confortável com ela.

Muitos pacientes podem retornar ao trabalho depois de 2 semanas após a cirurgia plástica de abdômen, mas isso depende de quão extensa é a sua cirurgia e o tipo de trabalho que você realiza.

O seu médico fará as orientações corretas de acordo com seu caso.

 

11- É obrigatório fazer drenagem linfática?

 

É recomendado que se faça um tratamento estético planejado de acordo com a recomendação do seu médico, para que os resultados da abdominoplastia sejam ainda melhores. A drenagem linfática é uma massagem indicada para eliminar o inchaço do abdômen, garantir uma melhor circulação sanguínea e da linfa, acelera a maturação da cicatriz, além de ajudar o organismo na recuperação da cirurgia. Normalmente são indicadas no mínimo 10 sessões.

 

12-  A cirurgia me impede de ter filhos no futuro?

 

Se você tem planos de ter filhos ainda, o ideal é deixar a cirurgia plástica para depois. Pois é provável que varie de peso e que a gravidez gere nova flacidez de pele. Mas não é um problema para o bebê, o médico ginecologista é quem quando se quer engravidar. Os resultados dessa operação, caso engravide, podem alterar e dependerão do acompanhamento do peso pelo médico especialista.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dr. Alexandre Marcondes
Cirurgião Plástico em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica
CRM: 11209 / RQE: 8680