Clínica ProPlastica

7 Cuidados após Cirurgia de colocação de prótese de silicone no glúteo (bumbum)

7 Cuidados após Cirurgia de colocação de prótese de silicone no glúteo (bumbum)

Quando o assunto é beleza corporal, o bumbum é uma das regiões do corpo mais valorizadas por homens e mulheres,especialmente entre brasileiros.

Para o desenvolvimento dos glúteos é preciso dedicação e muitas horas de malhação na academia, aliado a uma dieta rigorosa e controlada. O problema é que algumas pessoas, mesmo com todo esforço não conseguem resultados satisfatórios, devido às questões genéticas.

O avanço da medicina estética mudou este cenário para melhor. Colocar silicone no bumbum é uma maneira  interessante de aumentar o seu tamanho e melhorar a sua forma, quando indicado,  deixando o contorno corporal muito mais bonito.

 

Como é feita a cirurgia de silicone no bumbum?

A cirurgia é feita com anestesia peridural e sedação. Demora aproximadamente 1,5 a 2 horas  e é feita com uma incisão na prega glútea entre o sacro e o cóccix (parte superior do bumbum entre as nadegas). O cirurgião plástico deverá introduzir a prótese através de uma abertura entre 5 e 7 cm moldando-a conforme a necessidade, promovendo uma aparência natural.

Para fechar o corte são utilizados pontos internos e geralmente nessa região a cicatriz tem boa qualidade e fica  bem discreta.

 

Após a cirurgia

Antes de fazer qualquer procedimento cirúrgico é necessário realizar exames para verificar a saúde do indivíduo. Somente o médico poderá avaliar e fazer as recomendações importantes para o sucesso da cirurgia.

Cuidados no pós-operatório também ajudarão a garantir este sucesso. Portanto, é importante conhecer algumas práticas que ajudarão você a ter uma excelente recuperação após a cirurgia de prótese de silicone no glúteo:

  1. Cuidados ao sentar e deitar – O paciente pode sentar no dia seguinte à cirurgia, para ir ao banheiro, apoiando-se através das coxas para não forçar a prótese. Mas, o ideal é evitar se sentar para que não ocorra pressão na área operada com risco de abrir a cicatriz. Nos primeiros 20 dias, a melhor posição para a recuperação do paciente é ficar deitado. Intercalando entre ficar de lado ou de barriga para baixo, para evitar qualquer desconforto na região da cirurgia. Ou sentar com a cabeceira elevada e com travesseiros sob as coxas para evitar contato do bumbum com o colchão.
  2. Trocar o curativo diariamente – Para evitar infecção, é necessário trocar o curativo  (e lavar com água e sabão a ferida mantendo-a seca após o processo) todos os dias, por um período aproximado de 30 dias.
  3. Evitar esforços físicos – De acordo com orientação médica que, normalmente, é indicado por cerca de 1 mês pós cirurgia. Este período é delicado, pois o corpo ainda está em fase de recuperação. Qualquer esforço mais brusco, principalmente na área da cirurgia pode ser prejudicial. Após este período, o paciente poderá voltar lentamente. Mas, musculação deve ser evitada por um período mais longo, principalmente nas pernas e bumbum.
  4. Não tome injeções no bumbum – Sempre que precisar tomar uma injeção no bumbum avisar que possui uma prótese de silicone para que a injeção seja aplicada em outro local.
  5. Uso da malha cirúrgica – O short ou a malha pós-cirúrgica deve ser usada, no mínimo, por 1 mês  após a cirurgia de silicone no glúteo o que trará ótimos benefícios. Está  prática irá ajudar na cicatrização, diminuição do inchaço, redução de hematomas e alívio das dores.
  6. Acompanhamento médico – Fazer um acompanhamento médico frequente evitará problemas, até mesmo porque a prótese de silicone está em uma região do corpo com probabilidade de sofrer mais desgaste. Portanto, fazer um exame de ultrassom no bumbum a cada 2 anos para verificar a integridade da prótese, é fundamental.
  7. Trocar a prótese de silicone no glúteo – A prótese de silicone no glúteo atualmente  pode durar anos sem precisar trocar.  Assim como as próteses de mama, as de glúteo devem ser trocadas em qualquer tempo desde que apresentem alterações (rompimento, contratura, infecção) ou caso a paciente queira mudar o volume por questão estética. A avaliação pode ser física, quando há mudança de forma e com exames de imagem, (ultrassom ou ressonância magnética). O médico que faz seu acompanhamento poderá auxiliar você nesse processo.

Quer saber mais?

Escreva-me através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dr. Alexandre Marcondes
Cirurgião Plástico em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica
CRM: 11209 / RQE: 8680