Clínica de Cirurgia Plástica BH

Rinoplastia

rinoplastia O objetivo da Cirurgia Plástica do Nariz, chamada de Rinoplastia,  é um resultado harmônico, natural, com formas e traços adequados para as peculiaridades da face de cada pessoa.

O Cirurgião Plástico vai  ouvir os desejos de cada paciente e explicar as possibilidades cirúrgicas para cada caso. Juntamente com o paciente, o Cirurgião Plástico tentará chegar na ideia aproximada de nariz desejado conforme as peculiaridades de cada um, contanto que esta pessoa tenha uma expectativa realista. Não há como oferecer um nariz igual ao de outra pessoa nem como fazer um nariz igual para todo mundo, pois cada face tem um nariz adequado para suas características.

Ao indicar a rinoplastia, temos que considerar o seu tipo de pele, a estrutura das cartilagens, as estruturas dos ossos nasais, a estrutura do septo e as proporções da face individualmente. O nariz é uma estrutura harmônica com a face e suas proporções. O nariz não pode ser considerado isoladamente sem medir comprimentos e ângulos da face, além de analisar as outras estruturas da face como boca, queixo, fronte (testa), orelhas, olhos, malar (maçã do rosto), entre outras proporções que influenciam no tamanho e harmonia do nariz.

A estrutura do nariz é complexa e varia em seu formato e estrutura conforme a etnia, raça, sexo, idade, genética, proporção facial, tipo de pele, entre outras especificações complexas de proporções de face.

Esclarecido esse importante ponto, fica mais fácil compreender que não há como fazer um nariz igual ao de um “artista” determinado ou de uma “modelo”, já que cada um tem seu nariz dentro das suas harmonias e medidas  faciais, que possuem características diferentes em relação à face ou nariz.

Quando se entende estes aspectos, é possível perceber que um nariz que é bonito em uma pessoa pode ser que fique em desarmonia com o conjunto facial de outra pessoa.

É importante informar ao médico caso haja queixas funcionais, como dificuldades de respirar, reações alérgicas frequentes ou qualquer outra queixa relacionada ao nariz, pois pode haver alguma deformidade anatômica que pode ser operada no mesmo tempo cirúrgico para melhora funcional. Nesses casos, pode haver a necessidade de um otorrinolaringologista para se alcançar esses resultados. O seu cirurgião lhe dará todas as explicações necessárias.

Orientações Pré-Operatórias da Rinoplastia

Deve-se evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 30 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.

Não usar substâncias tóxicas ou drogas nas duas semanas antecedentes a cirurgia.

Não fumar nos 30 dias que antecedem a cirurgia e nas duas semanas de pós-operatório, pois poderá haver retardo da cicatrização.

A menstruação não é impedimento, mas convém programar a cirurgia fora do período menstrual.Jejum de 08h antecedendo a cirurgia (inclui água também) – apenas tomar medicações de uso habitual, com o mínimo de água possível.

Não realizar depilação ou raspar pêlos do corpo se forem próximos à área que vai ser operada.

Não chegar com cabelo molhado no dia da internação

Trazer para internação TODOS exames e avaliações realizadas

Trazer receita médica ou a caixa dos medicamentos em uso

Não ingerir álcool por 5 dias antes da cirurgia

Não tomar sol intenso 14 dias antes da cirurgia

Lavar bem dentro do umbigo 1 (um) dia antes da cirurgia

Parar de fumar 30 dias ates da cirurgia e se não parou: AVISAR O MÉDICO.

Suspender medicações: Ácido Acetilsalicílico, o AAS, que é comercializado pelo nome de Aspirina, Bufferin,  ou qualquer outro que o contenha na sua composição, no período de 7 a 10  dias antes da cirurgia, assim como ticlopidina ou clopidogrel.

Suspender anticoagulantes naturais, Ginkgo Biloba, assim como orais (marcumar, marevan).

Suspender medicamentos para emagrecer e moderadores de apetite, como: anfetaminas, sibutramina, etc.

A paciente precisa deixar bem claro na consulta antes da cirurgia se toma qualquer tipo de antidepressivo, para avaliar a necessidade de suspensão ou não desta medicação antes da cirurgia.

Não passar NENHUMA maquiagem no dia da cirurgia.

Retirar esmalte e base, dentaduras, aliança, anéis, brincos, piercing,  pulseiras ou outros adornos

Trazer produtos de higiene pessoal para internação: escova de dente, toalha, chinelos, shampoo

No caso de dúvidas, a paciente deve entrar em contato com seu médico o qual  estará a disposição para esclarecimentos neste período pré-operatório.

Deve-se aproveitar para esclarecer dúvidas quanto aos riscos, complicações, medicações e tratamentos complementares pós-cirurgia, como drenagem linfática e tratamento de cicatrizes. Sugerimos que a paciente obtenha o maior conhecimento possível acerca de sua cirurgia neste período.

 

A cirurgia do nariz – Rinoplastia

A cirurgia pode durar de 1 a 3 horas.

A anestesia pode ser local com sedação ou geral, considerando-se a avaliação do anestesista e do cirurgião.

A rinoplastia pode ser realizada através das narinas (conhecida como cirurgia fechada), com material apropriado para operar as estruturas nasais a serem modificadas, não resultando em incisões cirúrgicas com cicatrizes externas. A outra alternativa é a cirurgia com incisão externa (conhecida como cirurgia aberta) que possui discreta incisão na columela nasal (estrutura nasal entre as narinas) e o restante por dentro do nariz, mas deixam cicatrizes, no local da incisão cirúrgica, bem discretas . A indicação de cirurgia aberta ou fechada será feita em cada caso na consulta, já que as particularidades existem, assim como as alternativas para tratá-las.

Pode ser que haja necessidade de usar tampões nasais que permanecerão 1 ou 2 dias no pós-operatório. Neste período o(a) paciente deverá respirar pela boca. O curativo quase sempre envolve  um gesso ou um  material plástico moldável em cima do nariz com a função de imobilizar as estruturas nasais e controlar o edema durante os primeiros 7 dias, conferindo o repouso e estabilização necessários à cicatrização. Após a retirada do gesso nasal a paciente pode manter por algum tempo ainda curativo de micropore somente por cima do nariz, ajudando no controle de edema e como um auxilio na estabilização nasal.

Orientações pós-operatórias da Rinoplastia

*  Não trocar ou manipular os curativos, mesmo que haja um pequeno sangramento. Todas as trocas de curativos serão feitas no consultório, o paciente poderá somente andar com um lenço de papel para secar as secreções nasais.

Dormir com a cabeceira elevada (por exemplo, com dois travesseiros), para diminuir o edema (inchaço).

Ingerir alimentos fáceis de mastigar mornos ou frios, nada muito quente nos primeiros 6 dias.

Caso apareçam equimoses (manchas roxas) nas pálpebras e na face, aplicar compressas frias de gaze embebida em soro fisiológico sobre os olhos, durante 20 minutos, a cada 2 horas, durante  4 dias.

A retirada dos pontos ocorrerá no consultório.

Não se expor ao sol enquanto houver manchas roxas na face (equimose), ou pelo menos 1 mês.

Evitar esbarrões ou contusões, pois o risco de fratura nasal é maior durante 3 meses.

Dormir de barriga para cima por 3 semanas, é proibido dormir de bruços ou de lado pelo risco de mobilização da fratura nasal.

O gesso nasal será retirado após 1 semana no consultório/hospital.

Pode haver sangramento leve, de pequeno volume, ou coriza avermelhada nos 5 primeiros dias após a cirurgia. Se for considerado de médio a grande volume o paciente deve entrar em contato com o médico e ir ao Pronto Socorro.

Massagens nasais são estimuladas a partir de 2 semanas após a cirurgia. Como fazê-las será explicado nas consultas.

É Proibido, pois pode provocar alteração no resultado:

Assoar o nariz durante a primeira semana;

Alimentos muito quentes ou duros, durante os primeiros 4 dias;

Banho com água muito quente;

Abaixar a cabeça bruscamente;

Exposições prolongadas ao sol, por 2 meses;

Exercícios físicos, durante as primeiras 3 semanas;

Uso de óculos durante as primeiras 4 semanas;

Temos que controlar nossas ansiedades e aguardar a evolução natural pois não podemos mudar muito o curso do processo de recuperação.