Clínica ProPlastica

Entenda a relação entre anticoncepcional e cirurgia plástica.

Entenda a relação entre anticoncepcional e cirurgia plástica.

É muito comum durante o planejamento de uma cirurgia plástica as mulheres apresentarem dúvidas sobre o uso de alguns medicamentos, inclusive o anticoncepcional. Geralmente, os anticoncepcionais podem aumentar os riscos de uma doença trombogênica, ou seja, aumentam as chances de uma pessoa ter uma trombose. Por isso a relação entre anticoncepcional e cirurgia plástica pode causar preocupações nas pacientes.

Mas, trouxemos neste texto informações importantes com o objetivo de esclarecer mais sobre o assunto.

Estudos sobre anticoncepcional e cirurgia plástica

Estudos científicos revelam que o hormônio da pílula interfere no sistema circulatório da mulher de diversas formas. O composto aumenta a dilatação dos vasos, a viscosidade do sangue e, consequentemente, a coagulação. Com essas alterações as chances de formação de coágulos nas veias profundas são maiores.

Portanto, a atitude mais prudente do cirurgião plástico é avaliar o caso de cada paciente, checando o seu histórico de saúde e também através de exames laboratoriais como forma de atestar a indicação para cirurgia ou não, além de se precaver de possíveis riscos com as medidas profiláticas.

Então é perigoso tomar o anticoncepcional antes da cirurgia plástica?

Apesar de o uso do anticoncepcional não ser um impeditivo para a realização da cirurgia plástica, ele pode oferecer alguns riscos para a paciente, assim como outros medicamentos também podem.

A própria cirurgia plástica em si, oferece riscos em relação à formação de trombos, por isso a paciente deve seguir rigorosamente as recomendações em relação a hidratação, ao repouso relativo, uso das meias de compressão, entre outros cuidados específicos. E o uso de anticoncepcional pode aumentar o risco, devido aos hormônios contidos nas pílulas.

Sendo assim, somente após uma avaliação precisa, como por exemplo, problemas no histórico familiar em relação à coagulação, tabagismo e obesidade, o médico poderá suspender ou manter o uso do anticoncepcional por um determinado tempo antes da cirurgia. E se for o caso de interrupção do medicamento, a paciente estabelecerá junto com seu parceiro outro método contraceptivo.

Quantos dias antes da cirurgia é preciso parar de tomar a pílula?

Identificados os riscos de a paciente desenvolver algum problema durante ou após a cirurgia por causa do anticoncepcional, não adianta parar de tomar o medicamento na véspera do procedimento.

Geralmente, o médico suspende o remédio por pelo menos 30 dias antes da cirurgia. Pois, esta seria uma prática segura e preventiva.

Converse com seu médico

A melhor forma de esclarecer dúvidas e adotar uma postura mais tranquila e confiante em relação à cirurgia que você irá fazer, é esclarecendo o maior número de dúvidas possíveis sobre o procedimento que será realizado. Afinal, a cirurgia deve ser feita com segurança e a sua saúde deve permanecer em primeiro lugar.

Saber ou não se você deve parar de tomar o anticoncepcional é uma pergunta que deverá ser respondida pelo seu cirurgião plástico. Embora, os riscos de complicações existam, ele deve avaliar todo o contexto da paciente para tomar a melhor decisão.

Lembre-se que você não deve parar de tomar o anticoncepcional por conta própria, pois o fluxo da menstruação pode atrapalhar o procedimento, como é o caso da cirurgia íntima. Nesta cirurgia o sangramento pode dificultar o procedimento e a recuperação.

Não perca a chance de ter uma conversa esclarecedora com seu cirurgião sobre todos os fatores que envolvam a sua saúde, inclusive sobre a relação do anticoncepcional e cirurgia plástica que será realizada em você. Cada paciente tem suas particularidades que devem ser tratadas com todo cuidado e atenção, visando uma boa recuperação e sucesso no resultado final da cirurgia.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dra. Alexandra Rezende
Cirurgiã Plástica em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica
CRM: 50932 / RQE: 36056