fbpx

Clínica ProPlastica

A importância da anestesia na cirurgia plástica

A importância da anestesia na cirurgia plástica

Entenda qual a importância da anestesia na cirurgia plástica e quais técnicas podem ser usadas

No momento em que uma pessoa decide por realizar algum tipo de cirurgia plástica, várias dúvidas podem acabar surgindo, seja sobre os riscos cirúrgicos, a importância da anestesia na hora, quais tipos de anestesias podem ser usadas ou sobre o processo de recuperação.

Assim, procurar essas informações desde o momento da decisão é essencial, tanto para se tranquilizar, quanto para encontrar bons profissionais. 

Saber a importância da anestesia na cirurgia plástica é um cuidado essencial, já que além de encontrar um profissional que saiba realizar de forma correta o procedimento que você deseja, também é importante que a clínica ou hospital tenha toda a estrutura necessária.

Dessa forma, todas as etapas do procedimento se tornam mais seguras e bem feitas, inclusive a decisão por qual anestésico utilizar. Afinal, você já sabe a importância da anestesia na cirurgia plástica e como todo o processo de escolha deve acontecer?

Qual a importância da anestesia na cirurgia plástica?

O uso de anestésicos é feito com a intenção de inibir a dor, além de relaxar os músculos e, em alguns casos, fazer com que o paciente não se lembre do momento da operação em si.

Dessa forma, a importância da anestesia na cirurgia plástica está no fato de gerar mais conforto e tranquilidade para o paciente, visto que esse não sentirá dor ou incômodos físicos.

Além disso, como o paciente está tranquilo, sem sentir dor ou se mexer, o profissional tem muito mais segurança para realizar o procedimento. Assim, as técnicas utilizadas são mais precisas, além de ajudar na agilidade do processo.

Também é essencial estar atento à quem tomará a decisão sobre qual tipo de anestésico será utilizado. Isso porque geralmente essa decisão deve ser tomada pelo cirurgião plástico, junto ao anestesiologista.

Dessa forma, serão considerados tanto o tipo de procedimento, quanto às necessidades de cada paciente no momento cirúrgico. Você já sabe quais anestesias existem e quando elas são normalmente indicadas? Confira a seguir. 

Tipos de anestesias que podem ser utilizadas nesses procedimentos

Além de entender qual a importância da anestesia na cirurgia plástica, também é fundamental já saber um pouco sobre quais anestésicos existem. Dessa forma, ao ir conversar com seu médico ou sua médica, você já terá mais segurança e informações para sanar as suas dúvidas.

No geral, as anestesias mais utilizadas nas cirurgias plásticas são a local, a regional, ou a geral. Confira abaixo quais os usos mais comuns desses anestésicos nesses procedimentos e como eles atuam no organismo. 

Local 

A importância de saber qual anestesia deve ser usada na cirurgia plástica também está relacionada a qual tipo de procedimento será feito. 

Os anestésicos locais são os mais utilizados. Isso porque atuam de forma muito simples, apenas no bloqueio da dor em pequenas áreas. Dessa forma, costumam ser utilizados para procedimentos menores. Alguns exemplos são:

  • blefaroplastia – ou seja – a retirada do excesso de pele das pálpebras;
  • lipoaspiração em pequenas áreas;
  • remoção de lesões na pele, como algumas pintas;

Sendo usado sozinho, o anestésico local não necessita de acompanhamento por um anestesista durante o procedimento, visto que o paciente permanece acordado.

Porém, se o paciente desejar ou o profissional achar mais indicado, esse anestésico também pode ser aliado com um sedativo, para que o paciente durma e não assista aos procedimentos feitos.

Nesse caso sim, como o paciente estará desacordado, é necessário a presença de um anestesiologista para acompanhar qualquer alteração.

Regional

Esse tipo de anestesia na cirurgia plástica pode ser feito por duas técnicas diferentes: a peridural ou a raquidiana. A importância da decisão por essas anestesias, em comparação aos anestésicos locais, está no fato de que a regional atua como um bloqueador temporário de nervos.

Assim, ao invés de bloquear apenas uma pequena área da pele, age em toda a extensão que um mesmo nervo passa, seja os braços, as pernas ou em uma região maior, como da cintura para baixo. 

Caso seja, melhor que o paciente esteja desacordado, esse tipo de anestésico também pode ser associado a um sedativo.

Geral

Esse anestésico é recomendado em procedimentos mais complexos e, além da inibição da dor, também deixa o paciente desacordado e incapaz de se mexer.

Para o seu uso, é indispensável a presença do anestesiologista, que acompanhará todo o processo, inclusive a oxigenação do paciente. Algumas indicações para o seu uso são a ritidoplastia e a mamoplastia.

Assim, foi possível perceber a importância da anestesia na cirurgia plástica e também conhecer alguns usos desses anestésicos. 

Se você ainda ficou com dúvidas ou deseja saber mais, agende um atendimento no Hospital Proplástica. Aqui você encontra profissionais capacitados e toda a estrutura necessária para tornar o seu procedimento mais tranquilo e seguro.

Author Info

Proplastica Cirurgia Plástica

Enviar Whatsapp
Olá! Como posso te ajudar?
Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?