Clínica ProPlastica

Amamentação e Próteses de silicone – Mitos e Verdades

Amamentação e Próteses de silicone – Mitos e Verdades

A maternidade é mesmo algo super especial na vida de uma mulher. Por esse motivo, resolvi escrever sobre alguns mitos que estão relacionados ao implante de mama (Mamoplastia de Aumento sem retirada de pele) e a amamentação.

É normal que as mamães que possuem próteses de silicone ou aquelas mulheres que querem ter filhos futuramente tenham ainda certa  insegurança sobre essa questão, mas ao contrário do que a maioria pensa, o implante de próteses de silicone nos seios não traz nenhum prejuízo para a amamentação. Mas claro que não deixa de ser um procedimento invasivo na “produção do leite” e, portanto, não é uma matemática exata, cada pessoa reage de uma forma diferente à cicatrização da região.

Portanto, se você deseja fazer implante de silicone e quer ter filhos no futuro, você não precisa abandonar seu desejo de fazer uma cirurgia plástica. Mas é importante sempre fazer escolhas conscientes com a participação do seu cirurgião plástico, pensando nos riscos e benefícios. Normalmente não há interferência na produção e gosto do leite e nós podemos explicar melhor o porquê.

Além do implante ser colocado abaixo da glândula mamária e não ter nenhum contato com o leite materno, as próteses possuem um gel de alta coesividade que não ultrapassa os limites delas. Mesmo se a prótese romper, o seu organismo sempre cria uma cápsula biológica ao redor onde o gel coesivo fica enclausurado.

 

O que devo levar em conta ao colocar silicone, sabendo que futuramente quero ter filhos e amamentar?

Se a paciente escolher uma prótese com volume muito grande para o seu corpo, ela pode comprimir os canais por onde o leite passa, dificultando a chegada do alimento ao seu destino. Apesar de ser uma possibilidade remota, levando em conta a surpreendente capacidade do organismo de adaptar-se as próteses, é interessante que você discuta isso junto com o seu médico cirurgião  plástico antes de realizar a cirurgia de implante.

Outro ponto importante que precisa ser considerado é o local onde será feira a incisão, pois, no caso da areolar – onde a prótese é colocada pela aréola –, o corte para a colocação das próteses é feito nos ductos, onde o leite transita, então esses ductos podem ser prejudicados dificultando a passagem e até mesmo a produção do leite. Ainda assim a incidência de problemas nesse caso é baixa.

 

Já coloquei silicone nos seios, quando posso engravidar e estar pronta para amamentação?

Se você já fez o aumento de mama com próteses de silicone, o recomendado é que você aguarde pelo menos quatro meses após o procedimento cirúrgico e somente depois engravide, assim não haverá qualquer risco durante a gestação e não prejudicará o aleitamento.

Esteticamente falando, para a prevenção de estrias, o recomendado é que se espere cerca de seis meses, pois durante a amamentação a glândula mamária aumenta ainda mais de tamanho, facilitando o surgimento das estrias na mama.

 

Agora vamos aos mitos e verdades sobre o implante de silicone:

O formato dos seios com silicone pode mudar após a amamentação?

Verdade. Depois de amamentar, a regressão no desenvolvimento das mamas podem causar alterações de volume e isso independe se a mulher realizou ou não a cirurgia para implante de próteses.

 

A prótese de silicone interfere na qualidade do leite materno?

Mito. As próteses não possuem ligação com a produção do leite materno, pois ela fica abaixo da glândula mamária, onde não há contato entre eles.

 

Quero ter filhos. Preciso avisar o meu cirurgião plástico antes da cirurgia de implante de mama?

Verdade. É preciso avisá-lo sim, inclusive, como é do conhecimento de todos, a gravidez altera a silhueta da mulher, por isso, se desejar engravidar logo após a colocação das próteses, aconselha-se realizar a cirurgia plástica no mínimo após 6 meses da interrupção da amamentação, pois durante esse tempo a mama ainda sofre mudanças e a cirurgia plástica possibilitará a paciente corrigir a flacidez que porventura tenha adquirido do processo de amamentação.

 

A prótese de silicone afeta a produção do leite?

Mito. Eventualmente pode ocorrer um estímulo à produção de leite, de forma temporária, no pós-operatório da colocação de prótese de mama, mas isso não representa um risco. Por outro lado a presença do silicone não irá, na maioria dos casos, afetar a amamentação. Essa resposta varia de acordo com cada paciente. Normalmente não há alterações, mas tem sim algumas pacientes que podem ter uma certa dificuldade, afinal até mulheres que nunca operaram as mamas podem enfrentar essa situação.

 

Você ainda tem dúvidas?

Escreva-me através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dra. Alexandra Rezende
Cirurgiã Plástica em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlástica
CRM: 50932 / RQE: 36056

Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?
Powered by