fbpx

Clínica ProPlastica

Como cuidar dos roxos após a cirurgia

Como cuidar dos roxos após a cirurgia

A cirurgia plástica pode causar efeitos colaterais como, por exemplo, a roxidão. Mas, como cuidar dos roxos após a cirurgia plástica?

Vou começar esse assunto esclarecendo que essas marcas são completamente normais e fazem parte do processo natural do pós-operatório, independentemente da técnica que for adotada.

Por que os roxos surgem após a cirurgia plástica?

Depois de qualquer cirurgia plástica é comum aparecerem marcas roxas, conhecidas cientificamente como equimose.

A equimose pode surgir no pós-operatório de cirurgias plásticas, como lipoaspiração, abdominoplastia ou rinoplastia, devido ao trauma mecânico sobre a pele ou em cirurgias que necessitam de cortes ou incisões, causando o rompimento dos vasos sanguíneos e extravasamento de sangue na pele.

A equimose pode durar de 1 a 3 semanas e nesse período ocorre mudança da cor roxa para amarelo esverdeado. Na maioria das vezes, a equimose não necessita de tratamento específico, no entanto, se aparecer frequentemente, é importante procurar um clínico geral ou hematologista.

Como cuidar dos roxos após a cirurgia plástica?

Seguem alguns cuidados para amenizar e cuidar das manchas roxas:

Usar a cinta modeladora

É a cinta modeladora (ou malha compressora) que ajudará no processo de eliminação do inchaço, comum após a cirurgia. Além de acelerar a absorção dos líquidos, ela ainda ajudará a evitar depressões na área e manchas roxas.

A princípio pode parecer que a cinta causará desconforto, mas o efeito é totalmente contrário. Ela ajudará na cicatrização do tecido e, por isso, ajudará na sensação de bem-estar. O ideal é usá-la conforme a recomendação médica, que normalmente fica entre 40 e 60 dias.

É comum o uso da cinta modeladora após a abdominoplastia e lipoaspiração.

Fazer drenagem linfática

A drenagem, assim como a cinta, ajudará a eliminar o inchaço e deixar a área lesionada com o aspecto bem lisinho, sem depressões. Ao contrário do que muitos imaginam, não é um processo doloroso.

A drenagem pode ser feita manualmente ou com o uso de aparelhos. Tudo vai depender da indicação médica.

É importante, ainda, não deixar de fazer o número de sessões recomendadas, pois essa etapa é imprescindível para o sucesso, uma vez que evita os edemas.

Uso de compressas frias

As baixas temperaturas diminuem o fluxo de sangue no local, por isso é recomendado o uso de compressas frias nos primeiros dias do pós-operatório.

Uso de cremes ou pomadas

O cirurgião plástico ou dermatologista podem indicar o uso de pomadas ou cremes para amenizar as manchas roxas nos locais onde elas apareceram.

Ter cuidado com a exposição solar

A lipoaspiração deixa a pele sensível e, diante disso, não é recomendável expô-la ao sol. O contato com a luz solar pode atrapalhar a cicatrização e até causar manchas. Mesmo após vários dias de cirurgia o ideal é passar bastante protetor solar nas áreas afetadas. Por isso, fique atento às recomendações do seu médico.

Rinoplastia – cuidados para evitar manchas roxas

É comum o edema e equimose à volta dos olhos são normais após a cirurgia plástica no nariz.

A equimose levará cerca de 15 dias a desaparecer, altura em que o paciente está preparado para regressar à vida normal. Por ser uma cirurgia de pormenor, o processo de cicatrização demora alguns meses, em função da capacidade de regeneração celular da pessoa.

É muito importante usar protetor diariamente e evitar a exposição solar.

Sobretudo, é relevante explicar que as manchas roxas são comuns e elas vão desaparecer. Mas, além dos cuidados com a equimose o paciente precisar ter outros cuidados também, visando uma recuperação de sucesso.

Caso aconteça qualquer coisa que esteja fora do normal, é importante ficar atento e procurar o seu cirurgião plástico.

Quando retornar ao médico?

Mesmo realizando corretamente todos os cuidados podem ocorrer complicações que exigem procurar imediatamente ajuda médica. Entre os sintomas que não devem ser ignorados no pós-cirúrgico estão:

  • Dificuldade para respirar;
  • Pus ou aparência estranha no curativo;
  • Febre;
  • Dor intensa e contínua, mesmo tomando os analgésicos prescritos;
  • Dreno cheio de líquido;
  • Dor na cicatriz ou cheiro ruim;
  • Apresentar inchaço, dor, vermelhidão ou calor no local da cirurgia.

Os cuidados no pós-operatório são essenciais para alcançar os resultados esperados de maneira que seguir corretamente as recomendações médicas é fundamental.

Caso tenha dúvidas em relação às indicações médicas, não deixe de procurar por seu cirurgião plástico.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dra. Alexandra Rezende
Cirurgiã Plástica em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica

Author Info

Proplastica Cirurgia Plástica

Enviar Whatsapp
Olá! Como posso te ajudar?
Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?