fbpx

Clínica ProPlastica

Como identificar se meu filho sofre bullying: dicas práticas

Como identificar se meu filho sofre bullying: dicas práticas

Entenda como perceber os sinais no dia a dia e conseguir sanar a sua dúvida de “como saber se meu filho sofre bullying

Os pais que possuem filhos em idade escolar vivenciam muitas coisas boas e descobertas por parte das crianças e adolescentes, mas também acabam enfrentando vários obstáculos.

Isso porque é uma idade em que, naturalmente, os jovens já começam a se posicionar e ter mais opinião, tanto em casa quanto em outros espaços, como na escola.

Nesse momento, porém, essas mudanças podem se apresentar de várias formas, seja com maior isolamento da criança ou até mesmo por uma maior irritabilidade. Isso pode acabar gerando várias dúvidas nos pais, principalmente num contexto em que a violência escolar pode acabar acontecendo.

Nesse sentido, uma dúvida muito comum é: será que meu filho sofre bullying? Ou como saber se meu filho sofre bullying? Se essas questões também estão presentes no seu dia a dia, acompanhe as informações e dicas a seguir.

O que é o bullying?

Essa prática consiste na violência frequente, seja física ou psicológica, principalmente dentro das escolas. Esse tipo de ataque costuma ter uma pessoa como alvo específico do grupo ou da criança que faz a agressão.

Nesse contexto, há várias formas de violência, seja com brincadeiras de mau gosto, xingamentos, zoações ou até mesmo com empurrões ou com estragos do material escolar.

Apesar de ser comum e banalizado nas escolas, pode acabar sendo difícil identificar essa situação e descobrir se “meu filho sofre bullying”. Isso porque é muito comum que a criança ou adolescente que passa por isso não fale abertamente.

Esses jovens acabam escondendo essa situação por vários motivos, como vergonha, medo do agressor ou até mesmo culpa pelo que sofrem. Porém, é essencial descobrir o mais rápido possível, para evitar que o quadro se agrave e que traga consequências sérias para a criança.

Como saber se meu filho sofre bullying?

Para identificar a situação e finalmente sanar a dúvida de como saber se meu filho sofre bullying, alguns pontos devem ser observados pelos pais ou até mesmo pelos professores durante as aulas. Confira a seguir:

1.  Desinteresse pela escola

Se a criança perdeu o interesse de ir para a escola de uma hora para a outra, os pais devem ficar atentos.

Isso pode ser evidenciado se o estudante pede muito para faltar às aulas ou se reclama de dor de barriga ou de cabeça frequentes, o que pode ser uma desculpa para não ir.

2.  Comportamento agressivo

Um outro ponto importante que deve ser avaliado pelos pais e por quem cuida da criança é se ela mudou de comportamento recentemente e de forma brusca.

Ser um pouco rebelde é um pouco comum na transição da infância para a adolescência, porém, é importante estar atento.

Isso porque ao ser intimidado na escola, a criança pode acabar se isolando mais e descontando isso na forma como lida com as outras pessoas. Assim, pode ser que o jovem esteja mais irritável, agressivo e desconfiado.

3.  Queda no desempenho escolar

Muitos pais podem não perceber, mas ao se questionarem se “meu filho sofre bullying”, também é importante ter atenção nas notas e no desempenho escolar.

Claro que muitas crianças naturalmente têm maiores dificuldades nas atividades e isso é normal. Porém, se as notas começaram a cair repentinamente, pode ser que tenha alguma coisa a mais acontecendo.

Isso porque quando a criança passa por alguma violência, ela pode acabar ficando desestimulada ou até mesmo receosa no ambiente. Dessa forma, ela perde a concentração ou até mesmo o esforço na escola.

4.  Perda constante dos materiais escolares

Um tipo de agressão comum nas escolas e que podem ajudar a responder  a pergunta se “meu filho sofre bullying” são a destruição ou perda frequente de materiais, como os lápis ou até mesmo uniformes.

5.  Presença de hematomas ou machucados

Por último, um tipo de agressão mais raro, mas que também é mais grave, é a violência física. Se a criança aparece com algum ralado ou pequeno hematoma, pode ser normal, visto que elas são muito agitadas e costumam cair mais facilmente. Porém, se isso for frequente, tenha muita atenção!

Para além desses tópicos citados, o mais importante é conversar com seu filho e se mostrar aberto para escutá-lo. Isso pode ajudar com que ele se abra e conte mais sobre o que tem acontecido.

Além de ajudá-lo, esse diálogo também é essencial para descobrir se “meu filho sofre bullying” ou se há outra coisa acontecendo e, dessa forma, manter a tranquilidade dos pais e a segurança das crianças.

Author Info

Proplastica Cirurgia Plástica

Enviar Whatsapp
Olá! Como posso te ajudar?
Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?