fbpx

Clínica ProPlastica

Entenda a diferença entre os graus da Ginecomastia

Entenda a diferença entre os graus da Ginecomastia

O aumento da mama do homem é um problema enfrentado por algumas pessoas. Mas, apesar de não causar nenhum dano a saúde, pode trazer desconforto e, muitas vezes, afetar a autoestima. Hoje falaremos dos graus da ginecomastia e como ela pode ser tratada.

A ginecomastia trata-se de um aumento nas glândulas mamárias dos homens, geralmente desencadeado por desequilíbrios hormonais.

É uma alteração transitória em varias fazes do desenvolvimento do homem,  ao contrário do que muitas pessoas pensam, não atinge exclusivamente os adolescentes. Na verdade, a condição pode ser comum em homens que chegam à terceira idade, por conta da queda na produção de testosterona, e também em recém-nascidos, ainda por conta de exposição ao estrogênio materno. Mas na maioria dos casos há uma melhora espontânea. Deve-se procurar tratamento cirúrgico caso a alteração tenha evolução de mais de 2 anos sem melhora.

Graus da ginecomastia

A ginecomastia pode afetar uma ou as duas mamas do homem. A decisão sobre a melhor forma de tratamento tem a ver com o grau de evolução do quadro. Conheça as diferenças entre os principais estágios de desenvolvimento da ginecomastia:

Grau I

É caracterizado por um aumento discreto nas mamas masculinas. E mesmo por apresentar um aumento pequeno, já é possível perceber que a mama fica projetada para fora. Isso faz com que as camisetas mais justas fiquem marcadas, o que já gera constrangimento para o homem. Na ginecomastia grau I, não há sobra de pele.

No geral, quando o quadro não passa por regressão espontânea, é recomendado o tratamento medicamentoso.

Grau II – A

No grau II-A existe um aumento maior nas mamas. Nesse estágio, o aumento mamário não fica apenas restrito às mamas propriamente ditas. Porque é possível notar um comprometimento em boa parte da região torácica. Sobretudo, as mamas tornam-se mais facilmente perceptíveis sob a roupa.

Geralmente, neste caso o médico pode aconselhar a cirurgia para ginecomastia. Ainda não há excesso de pele

Grau II – B

O grau II-B possui praticamente as mesmas condições dos casos de ginecomastia grau II-A.  Mas, a principal diferença é que existe um excesso de pele na região torácica, que não é identificado no grau II-A.

 

Grau III

Este é o estágio mais avançado da ginecomastia. Os casos de grau III registram um aumento grande na massa das mama junto com um excesso importante de pele. Esse peso pode causar ptose mamária (mamas caídas).

A ginecomastia de grau III caracteriza-se por sobras de pele que comprometem o aspecto geral do tórax. Como o impacto psicológico tende a ser mais intenso nesse estágio, no geral a cirurgia para remoção da glândula mamária e do excesso de pele é uma opção recomendável.

 

Existe ainda a pseudoginecomastia que é quando há um aumento da mama às custas de tecido gorduroso e não de tecido glandular. Pode ser acompanhada ou não de excesso de pele. O tratamento é a lipoaspiração com ou sem a retirada de pele.

Diagnóstico

Em primeiro lugar, para que o paciente tenha um diagnóstico preciso e correto, é necessária uma avaliação criteriosa do histórico do paciente. Além de um exame físico detalhado.

É importante que o médico avalie o grau evolutivo do problema para recomendar o melhor tratamento. Além de descartar causas adjacentes ou a possibilidade de regressão espontânea. Para isso é fundamental fazer uma avaliação hormonal, caso tenha alguma alteração é sempre recomendado fazer uma avaliação com endocrinologista antes dor qualquer tratamento cirúrgico.

Cirurgia para ginecomastia

A cirurgia é indicada de acordo com os graus da ginecomastia. O cirurgião plástico é o profissional preparado para este procedimento e deve tomar todos os cuidados necessários. Porque a saúde e segurança do paciente devem ser preservadas.

Os pacientes que terão um bom retorno em relação à cirurgia costumam ser:

  • Possui físico saudável e peso dentro do esperado;
  • Possui expectativas realistas;
  • Teve estabilização no desenvolvimento da mama de pelo menos 2 anos de evolução;
  • Sente incômodo com as mamas aumentadas;
  • Pacientes que não se adaptaram a métodos alternativos.

Antes e depois da cirurgia

Antes e depois da cirurgia o paciente deve tomar alguns cuidados especiais:

Antes

O paciente deve fazer todos os exames laboratoriais e deverá gozar de boa saúde para realizar o procedimento. Além disso, deverá seguir todas as recomendações do médico para o dia da cirurgia, como por exemplo:

  • Fazer jejum por oito horas antes da cirurgia;
  • Realizar uma alimentação leve no dia anterior;
  • Não tomar medicamentos que interfiram na coagulação, como o ácido acetilsalicílico, por exemplo. Pelo menos 7 dias antes do procedimento.

 

Depois

  • Após a cirurgia de ginecomastia são necessárias, em média, duas semanas para voltar a rotina normal;
  • O paciente também deverá usar um colete elástico no período pós-operatório, por cerca de 30 a 45 dias, com o objetivo de melhorar a aderência da pele ao tórax;
  • Pode ser necessário realizar sessões de drenagem linfática a partir do terceiro dia de pós-operatório.
  • Geralmente, os exercícios físicos devem ser retomados em 30 dias, após a retirada do colete cirúrgico;
  • O tabagismo deve ser evitado por, pelo menos, 15 dias após a cirurgia. O cigarro prejudica a cicatrização dos tecidos operados.

Em conclusão, para saber se o seu caso é cirúrgico, procure se informar mais sobre o assunto e procure por um cirurgião plástico. Verifique também se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Através do diagnóstico correto dos graus da ginecomastia você terá o tratamento correto e poderá ter sua autoestima e confiança resgatadas.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dra. Alexandra Rezende
Cirurgiã Plástica em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica
CRM: 50932 / RQE: 36056

 

 

 

Author Info

Proplastica Cirurgia Plástica

Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?
Powered by