Clínica ProPlastica

Quanto tempo leva a formação de um Cirurgião Plástico?

Quanto tempo leva a formação de um Cirurgião Plástico?

A formação de um cirurgião plástico consiste em muitos anos de dedicação, disciplina, ética e responsabilidade. Portanto, podemos dizer que estes comportamentos norteiam uma base sólida tratando da formação profissional de um médico cirurgião.

É sabido que, a Cirurgia Plástica é uma especialidade dinâmica e que está em constante evolução. Sendo assim, a capacitação dos médicos atuantes nesta especialidade é bastante exigente.

A formação de um Cirurgião Plástico

Veja abaixo a formação necessária para se tornar um Cirurgião Plástico:

  • 6 anos de Graduação em Medicina;
  • 2 anos de residência em Cirurgia Geral – Nesta fase o médico irá desenvolver uma visão ampla sobre o corpo humano e sua anatomia. Além de praticar as mais variadas técnicas de cirurgia e fazer o acompanhando dos seus pacientes no pós-operatório;
  • 3 anos de residência em Cirurgia Plástica – Esta etapa deve ser cumprida em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e/ou pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Sobretudo, a exigências em relação à formação de um cirurgião plástico é totalmente justificável, mesmo porque, eles exercem uma função de muita responsabilidade.

Imagine o risco de colocar as expectativas e a vida de uma pessoa nas mãos de alguém que não tem capacidade ou experiência para fazer um procedimento tão específico?

Apesar, do tempo mínimo para a formação de um especialista, os profissionais desta área estão sempre se aperfeiçoando e buscando novas técnicas para levar os melhores tratamentos para os seus pacientes.

Como saber se o Cirurgião Plástico é especialista?

Com a ajuda da internet é muito fácil e prático saber o histórico do cirurgião plástico. Portanto, basta ter o nome completo e o CRM para fazer uma busca online no site da instituição.

No caso de BH, o órgão responsável é o Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais. Ao fazer a consulta, é possível conhecer o histórico do médico acessando e digitando o número do CRM do médico.

Sobretudo, para consultar se cirurgião plástico é membro titular SBCP, basta entrar no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, também com o CRM e nome completo do médico.

Outra forma de saber se o médico é especialista em cirurgia plástica pela SBCP é solicitando o número de RQE ( registro de qualificação de especialista junto ao CRM)

Os princípios éticos do Cirurgião Plástico

O cirurgião plástico consciente de seus deveres e obrigações, e dos fundamentos do Código de Ética, aprimora seu atendimento para orientar seus pacientes, não só transmitindo a eles segurança, como também a si mesmos nos serviços que se dispõe a realizar.

De fato, a saúde de todo o ser humano deve ser prioridade dos médicos. Portanto, é em benefício do paciente que os cirurgiões plásticos devem agir, com toda a capacidade profissional e respeito aos limites, mesmo que isso signifique desagradar ao paciente.

Vale ressaltar que, especialistas preocupados com a ética na cirurgia plástica não colocam em risco o bem-estar ou a vida dos pacientes realizando procedimentos para os quais não possuem habilitação ou cujos resultados são questionáveis e não detém comprovação dos benefícios. Também evitam submeter o paciente a um procedimento cirúrgico apenas para agradá-lo quando é perceptível que a realização da cirurgia não resultará em benefício para o paciente.

Por isso, desconfie sempre quando um cirurgião plástico promete resultados e diz que apenas ele domina determinada técnica. Não existem resultados milagrosos. A cirurgia plástica evoluiu muito nos últimos anos e a procura pelos procedimentos cresceu consideravelmente, entretanto certifique-se de que suas expectativas são realistas e pesquise antes de optar pela cirurgia.

Concluindo, competência e prudência são duas das ferramentas de trabalho dos cirurgiões plásticos que atuam com seriedade. É direito do paciente receber as informações relacionadas ao seu diagnóstico, prognóstico, riscos e objetivos da cirurgia plástica. Mas também é direito do cirurgião plástico recusar-se a realizar atos médicos que considere inapropriados. Isso também é agir com ética. E esta postura também faz parte da formação de um cirurgião plástico.

Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dra. Alexandra Rezende
Cirurgiã Plástica em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica

×
Oi! Você sabe olhar se um cirurgião é especialista?