fbpx

Clínica ProPlastica

Riscos da Abdominoplastia

Riscos da Abdominoplastia

No geral, tem crescido o número de pessoas que buscam a cirurgia plástica com o objetivo de melhorar o contorno corporal. Dentre os procedimentos mais procurados está a abdominoplastia. Sobretudo, esta é uma cirurgia plástica feita na barriga para remover gordura e excesso de pele. E, como em qualquer cirurgia, os riscos da abdominoplastia existem.

Vamos conhecê-los neste texto, além de considerar também os tipos de cuidados para minimizar os riscos da abdominoplastia.

Como é feita a abdominoplastia?

Sob o efeito da anestesia geral ou peridural, dependendo da escolha do cirurgião plástico, a abdominoplastia tem início com um corte em forma de semicírculo acima dos pelos pubianos até a linha do umbigo.

Depois, a gordura do abdômen e o excesso de pele são retirados, em seguida é feito a costura dos músculos abdominais. Por último, o cirurgião plástico estica a pele do abdômen superior até a região pubiana, acerta a posição do umbigo e fecha a incisão.

Sobretudo, a abdominoplastia não pode ser considerada como um tratamento à obesidade ou uma alternativa para substituir uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos.

Portanto, para prevenir complicações da abdominoplastia, os candidatos ao procedimento devem ser saudáveis e relativamente em forma, tanto mulheres, quanto homens.

Vale destacar também que, geralmente a abdominoplastia pode ser realizada associada com outras cirurgias, como por exemplo, lipoaspiração e mamoplastia. Mas, apenas o cirurgião plástico poderá fazer a indicação correta.

Quem procura por este procedimento?

Em geral, a cirurgia é bastante requisitada por mulheres que tiveram múltiplas gestações, pessoas que geneticamente possuem acúmulo de gordura na região da barriga ou por quem teve perda substancial de peso.

Comumente, o que esses pacientes têm em comum é o desenvolvimento de flacidez da pele, depósitos de gordura e estrias na região da barriga.

Riscos da abdominoplastia

No geral, os principais riscos da abdominoplastia incluem:

Hematomas: É mais comum quando se faz a abdominoplastia e a lipoaspiração juntas, porque a passagem da cânula por baixo da pele pode romper pequenos vasinhos de sangue, que permitem seu extravasamento, formando as marcas roxas que se tornam bem visíveis na pele de algumas pessoas.

Seroma: trata-se do acúmulo de líquido exatamente no local da cicatriz, que geralmente surge quando a pessoa não usa a cinta. Contudo, isso faz com que o corpo tenha mais dificuldade em drenar o excesso de líquidos naturalmente produzidos após a cirurgia plástica.

Formação de fibrose: a fibrose acontece quando se forma um tecido endurecido nos locais onde a cânula da lipoaspiração passou, sendo uma forma de defesa do corpo. Esse tecido endurecido pode formar uma aparência de pequenas elevações no abdômen, comprometendo o resultado da cirurgia plástica.

Infecção na cicatriz: Esta é uma complicação mais rara da cirurgia plástica, que ocorre quando o médico, enfermeiros ou paciente não tiveram a higiene necessária para cuidar da cicatriz, permitindo a entrada e proliferação de germes. No geral, quando ocorre a infecção, forma-se pus no local, podendo comprometer o resultado da cirurgia.

Inchaço: o inchaço ou edema após a cirurgia é comum, e com o passar do tempo esse sintoma vai desaparecendo. Portanto, é muito importante usar a cinta modeladora, além de realizar as sessões de drenagem linfática após a liberação do médico.

Trombose: a trombose venosa profunda é a de maior risco para a saúde, pois pode levar o indivíduo à morte em instantes por causa do comprometimento do coração, pulmão ou outro órgão essencial para a vida. Para evitar tamanho dano, o médico poderá indicar, antes da cirurgia, a administração de medicamentos anticoagulantes. 

Sinais de anormalidade – Quando devo procurar o médico?

É recomendado ir ao médico caso apresente os seguintes sinais ou sintomas:

  • Dificuldade em respirar;
  • Febre;
  • Quando a dor não passar com os analgésicos indicados pelo médico;
  • Quando o curativo apresentar sinais de sangue ou tiver molhado e com cor amarelada;
  • Quando o dreno estiver cheio de líquido;
  • Sentir dor na cicatriz ou se estiver com cheiro ruim;
  • Se o local da cirurgia estiver quente, inchado, avermelhado ou dorido;
  • Quando a pessoa apresentar palidez, estiver sem força e se sentir sempre cansado.

Contudo, mediante algum sinal apresentado acima, é fundamental consultar o médico. Porque a pessoa pode estar em um quadro de complicação grave. E o quanto antes procurar socorro, maiores são as chances de uma recuperação sem grandes complicações.  

Sua vida, saúde e segurança valem muito!

Como diminuir os riscos da abdominoplastia?

O primeiro passo para evitar os riscos da cirurgia plástica é escolher um profissional qualificado.  Além de ser formado em Medicina, ele precisa ser um especialista. Somente depois de ter feito residência médica em cirurgia geral, obtido especialização em cirurgia plástica e ter sido aprovado no exame aplicado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e pela Associação Médica Brasileira (AMB), o cirurgião pode ser considerado, de fato, um especialista.

Outros fatores importantes:

  • É preciso um diálogo sincero entre paciente e médico. Sendo assim, o paciente deve informar todo o seu histórico de saúde e o médico precisa informar ao paciente todos os passos da cirurgia, incluindo os riscos;
  • Somente realizar a cirurgia plástica com indicação médica;
  • Realizar todos os exames laboratoriais e outros exames detalhados, caso haja necessidade;
  • Os procedimentos cirúrgicos devem ocorrer, somente, em centros cirúrgicos. Pois esses locais possuem os equipamentos e o suporte necessário e estão preparados em caso de complicação;
  • O uso de determinados medicamentos (naturais ou não) e o hábito de fumar devem ser interrompidos com a anterioridade determinada pelo médico;
  • Caso o paciente apresente algum problema de saúde nos dias anteriores à cirurgia, como gripe, febre e diarréia, por exemplo, o cirurgião precisa ser notificado e, muito possivelmente, o procedimento será adiado.


Para mais informações, fique à vontade para marcar uma consulta. Escreva-me também através das redes sociais:
Instagram: @ProPlastica
Facebook: @ProPlasticaBH

Dr. Alexandre Rezende
Cirurgião Plástico em Belo Horizonte – Hospital Dia ProPlastica
CRM: 50932 / RQE: 36056



Olá! Posso te ajudar?
Você tem dúvidas sobre algum procedimento específico?
Powered by